Compartilhar

A importância do otimismo nos tempos modernos

Você pratica o otimismo? Saiba a importância dele para sua saúde e qualidade de vida, e conheça 4 dicas para cultivá-lo em seu dia a dia.

Há quem diga que praticar o otimismo perante o mundo atual nunca foi tão difícil. Mas será que isso é verdade? Ou é apenas a opinião generalizada de um bando de pessimistas?

O mundo moderno pode até não favorecer o otimismo. Precisamos ser realistas quanto a isso.

Somos constantemente bombardeados por notícias ruins e fontes de estresse. O trânsito, o trabalho e as cobranças excessivas são apenas algumas delas. No entanto, pensar positivamente não é impossível, e acredite, faz bem para a saúde.

Neste artigo, vamos explicar para que o otimismo serve e apresentar 4 dicas para cultivá-lo em sua vida!

Otimismo: saiba porque ele é tão importante

Primeiramente vamos tentar definir o que é otimismo. Podemos defini-lo como a atitude de manter a expectativa e esperança sobre coisas boas, pessoas e realizações, mesmo perante adversidades.

Ele é importante devido a um ponto bem simples: é um catalisador. Por meio dele, o indivíduo que passa por uma situação difícil consegue sair do lugar e autogerenciar as próprias emoções e comportamentos para tomar uma atitude perante adversidades.

Dessa forma, pessoas otimistas são resilientes, confiantes e estão sempre prontas para lidar com os acontecimentos à sua volta.

Diversas pesquisas ao redor do mundo já comprovaram que o otimismo é fundamental para a saúde emocional, autoestima e melhora do desempenho no trabalho e em relacionamentos interpessoais.

Aliás, segundo uma pesquisa realizada pela The Rockefeller University (New York, NY), pessoas otimistas vivem mais do que pessimistas. Incrível, não é?

Além disso, ele também é elemento indispensável durante situações de estresse e ansiedade, no tratamento contra depressão e na resolução de problemas familiares. Afinal de contas, a partir dele tendemos a esperar o melhor das pessoas. 

Otimismo: dicas para uma atitude mais otimista

Antes de tudo, manter o otimismo é uma tarefa diária. Precisa ser cultivado a partir de pensamentos e comportamentos. A seguir, confira 4 dicas para ter uma vida mais otimista com saúde e qualidade de vida. 

1 . Busque pensamentos, situações e coisas positivas

O principal passo é tentar ver o lado bom da vida, das pessoas e das situações. Aristóteles já dizia “você é o que você repetidamente faz”.

Agora, já reparou que quando estamos estressados e com pressa tudo começa a dar errado?

Bem, a lógica é a mesma. Quando você passa a focar em atitudes e pensamentos positivos, as coisas boas chegam até você com mais frequência. Não é mágica. Elas sempre estiveram ali, era apenas você que não as reconhecia.

2 . Cultive o bom humor

Há quem diga que riso é o melhor remédio. De certa forma isso é verdade pois te ajudará a não se abater perante as adversidades, e quem sabe, aprender com os pequenos erros.

3 . Exerça a gratidão

Agradecer pelas conquistas é importante para criar novos objetivos. A gratidão por aqueles que estiveram ao seu lado também é fundamental para manter relacionamentos. 

4 . Aprecie as pequenas coisas

Ao invés de ver dificuldade em toda oportunidade, faça o caminho inverso. Busque oportunidades, mesmo que pequenas, perante as adversidades.

Não podemos dizer que isso é fácil. Para muitas pessoas, por motivos diversos, requer um esforço monumental, mas necessário.

Viu como o otimismo é importante? 

Em resumo, por meio dele conseguimos a tranquilidade e o foco para alcançar objetivos, sejam eles quais forem: emagrecer, desestressar, conseguir uma vida mais equilibrada, entre outros.

Neste artigo explicamos a importância do otimismo para a manutenção da saúde emocional e qualidade de vida, e você também conheceu algumas dicas para cultivá-lo no dia a dia.

Já dizia Mário Bonatti, — “A vida tem a cor que você pinta.” Agora que você já sabe o que precisa para ser mais otimista, que tal compartilhar esse artigo em suas redes sociais?